SL BENFICA
Grande exibição e vitória do Benfica numa partida em que fez história, com a estreia na Liga dos Campeões feminina de futebol. Na Grécia, a equipa benfiquista venceu o PAOK por 1-3 na primeira ronda de qualificação. O sorteio da próxima eliminatória, que se joga a 18/19 de novembro, será na sexta-feira, dia 6, às 11h00.

Magnífica entrada em jogo das comandadas de Luís Andrade, carregando sobre a grande área adversária e descobrindo o caminho para o primeiro golo na partida. Cloé Lacasse acelerou e infiltrou-se pela esquerda, cruzando para o remate de Nycole. A guarda-redes do PAOK defendeu, mas, na tentativa de recarga, Ana Vitória conseguiu dar à bola o rumo das malhas (0-1 aos 3').

Mais rápida, com e sem bola, a equipa do Benfica liderou a iniciativa sobre o relvado e tricotou lances tendo a baliza grega como alvo.

Ultrapassada a meia hora de jogo, o PAOK, menos requintado na construção, usando sobretudo um futebol direto, deu sinal de vida no ataque. À entrada da área, Arreta Betancourt chutou, mas Carolina Vilão estava lá e congelou o esférico nas luvas.

Ripostou o Benfica, com um estilo de jogo mais bonito e elaborado, que, ao minuto 42, pelos pés de Ana Vitória, colocou Pauleta em ótima posição para visar as redes contrárias. A média disparou de pé direito à entrada da área, mas a bola foi devolvida pelo poste esquerdo! Sorte para o PAOK.

O 0-2 tinha de acontecer ainda antes do intervalo... e aconteceu mesmo. Cloé Lacasse, desmarcada por Christy Ucheibe, não perdoou à saída da guardiã do PAOK, tocando para as redes (44'). O Benfica teve 63% de posse de bola na primeira parte.

O começo da segunda parte mostrou mais do que vira nos primeiros 45 minutos, com um Benfica mandão, controlador, a dominar e a jogar, perante um adversário com experiência europeia.

A passe de Pauleta, Cloé Lacasse poderia ter alargado o diferencial para 0-3 ao minuto 51. Não sucedeu porque a guarda-redes Papakonstantinou defendeu o remate da avançada canadiana. Completamente em contramão no sentido da partida, Thomai Vardali, num remate de longe de pé esquerdo, reduziu para o PAOK: 1-2 aos 57'.

Com apenas um golo a separar as equipas, o que fez o Benfica? Manteve a dinâmica, a atitude, a ambição e alcançou o 1-3 aos 61' numa finalização de Catarina Amado na área! E o 1-4 poderia ter surgido aos 69', mas a guarda-redes do PAOK deteve a bola rematada por Cloé Lacasse, que mais uma vez fugira à linha defensiva antagonista.

O minuto 82 registou o regresso de Evy Pereira à competição, 11 meses depois. Substituiu Nycole no ataque das encarnadas. O jogo, a vitória e o apuramento estavam na mão, confirmando-se a passagem do Benfica à segunda eliminatória.