SINOMACHINT
GIGANTE INDUSTRIAL CHINÊS ESTEVE EM LISBOA À PROCURA DE NEGÓCIOS

O salão Mecânica decorreu entre os dias 22 e 24 de novembro na FIL de Lisboa e contou com a presença de mais de 50 empresas chinesas

 

O grupo industrial e tecnológico chinês SINOMACHINT deslocou-se a Portugal para participar no salão Mecânica, que contou com mais de 150 expositores, tendo sido a edição mais internacional de sempre.

 

Na sessão de abertura do China Brand Show, um espaço de mais de mil metros quadrados, estiveram presentes o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, o embaixador da China em Portugal, elementos do Ministério do Comércio chinês, o diretor-geral da SINOMACHINT e o diretor da ACAP, António Cavaco.

 

Para Bryan Zhao, CEO da TAM Europe, uma subsidiária da SINOMACHINT, “Portugal é um país com uma indústria automóvel consolidada. É um mercado muito importante para as marcas chinesas e é por essa razão que o grupo decidiu organizar este evento.” Questionado sobre a possibilidade de estabelecer parcerias ou negócios com empresas nacionais, Zhao confirmou essa possibilidade pois “todos os fornecedores ou parceiros são bem-vindos aos nossos projetos. E podemos fazê-lo já, não precisamos de esperar.”

 

Já para Pedro Nuno Santos, “temos muitas empresas que operam neste setor (automóvel) com grande qualidade e com mão-de-obra de altamente qualificada. Temos todas as condições, Portugal e a China, para ganharmos mutuamente, para que a cooperação seja benéfica para ambos os povos, para ambas as indústrias: para a indústria automóvel e de componentes chinesa e para a indústria automóvel e de componentes portuguesa.”

 

Para além da abertura, a SINOMACHINT realizou mais duas conferências durante o evento, que tiveram a participação do Ministério do Comércio chinês (MOFCOM) e da Embaixada da China em Portugal, assim como elementos da Mobinov e AFIA. Na sexta-feira, o tema em discussão foi o setor automóvel e as energias renováveis, enquanto no sábado realizou-se um ‘business matching’, onde estiveram presentes as empresas chinesas, que tiveram oportunidade de falar com expositores e visitantes da feira, em busca de novas oportunidades de negócio.