A Parques de Sintra – Monte da Lua, em parceria com a fábrica de cerâmica “Viúva Lamego”, lançou o prémio “Palácio Nacional de Sintra, um olhar contemporâneo sobre o azulejo hispano-mourisco”, uma iniciativa dirigida a estudantes universitários e do ensino secundário profissional artístico, com o objetivo de promover a azulejaria enquanto expressão da cultura portuguesa e, ao mesmo tempo, potenciar a criação de novos padrões de azulejos.

As candidaturas ao prémio, que podem ser enviadas até 28 de fevereiro de 2020, serão avaliadas por um júri que reúne figuras de relevo nacional e internacional nas áreas de investigação histórica do azulejo português e do design contemporâneo, entre eles Add Fuel - artista  plástico português reconhecido pela  a reinterpretação da linguagem do desenho tradicional do azulejo de origem portuguesa, em painéis de pequena e média dimensão e murais em grande escala - e Nini Andrade Silva – designer portuguesa com uma carreira reconhecida internacionalmente nas áreas de arquitetura e design de interiores, e presença assídua em prestigiadas publicações em todo o mundo.

Ao todo, e tendo como ponto de partida os azulejos que revestem as salas do Palácio Nacional de Sintra, serão selecionados cinco finalistas, cujos trabalhos serão produzidos pela fábrica de cerâmica “Viúva Lamego” e expostos publicamente para votação do público, nacional e estrangeiro, que visite aquele monumento.

Este concurso nacional envolve prémios monetários no valor total de 7.000 euros. O regulamento, prazos e demais informações necessárias à participação no prémio “Palácio Nacional de Sintra, um olhar contemporâneo sobre o azulejo hispano-mourisco” estão disponíveis em azulejo.parquesdesintra.pt.